Amigos que me acompanham

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Bandeira de Marrocos


Dedal com a bandeira de Marrocos trazido pela Sandra Rosa que esteve de férias por terras marroquinas e teve a gentileza de trazer dois dedais a pedido da minha filha Nádia, este é um deles, com a bandeira de Marrocos.

* * * * * * * * * * * 


A bandeira do Marrocos é vermelha com uma estrela verde ao centro. Até 1915, a bandeira era toda vermelha, assim como a de muitas bandeiras de países árabes na época. Por sugestão dos colonizadores franceses, com o objectivo de diferenciá-la das demais, o pentagrama foi incluído.
O pentagrama é um símbolo ancestral de vida, saúde, sabedoria e paz. O verde é usado na estrela porque é a cor do Islamismo.

Texto: Wikipédia

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Cáceres dedais em metal



Dedais em metal de Cáceres, um com o brasão da cidade, outro com um pormenor da Plaza Mayor uma das grandes referências da cidade.





* * * * * * * * * * 


Cáceres é um município de Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura, de área 1 768 km². 

História
A presença humana no território que hoje em dia corresponde à cidade de Cáceres remonta à Pré-história. Na zona de Calerizo existem várias escavações onde foram encontradas pinturas de mãos humanas com a particularidade de ter o dedo mindinho amputado.

Mas foi, sem dúvida, no século I a.C., aquando da fundação romana, da capital administrativa do local, Norba Cesarina, junto da via de comunicação mais importante da zona (depois conhecida como Via da Prata), que a cidade conheceu os primeiros tempos de prosperidade. Era ali que ficava Castra Cecília, uma das bases de Quinto Cecílio Metelo Pio durante a Guerra Sertoriana. No século V d.C., os visigodos arrasaram a cidade e até ao século IX não se ouviu mais falar de Cáceres.

Os muçulmanos aproveitaram a localização estratégica, na qual tinha assentado a colónia romana, para construir uma base militar para fazer frente aos cristãos vindos do norte durante a época da Reconquista. A denominação árabe do território é incerta, mas entre elas Hizn Qazrix o Al Qazrix é o nome mais provável.

No século XII, devido ao avanço dos cristãos, a cidade foi fortificada com uma muralha de adobe. Esta não serviu de muito pois o rei Afonso IX, monarca do Reino de Leão, tomou a cidade anos depois a 23 de Abril de 1229, dia de São Jorge, que desde então é o padroeiro da cidade.

A partir desse momento, Cáceres começa a transformar-se, construindo igrejas no lugar das mesquitas e palácios cristãos sobre os palácios muçulmanos. Com algumas modificações desde o século XVIII, a cidade chega aos nossos dias quase sem alterações, sendo uma das cidades monumentais mais bem conservadas do Mundo.

Texto: Wikipédia


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Cegonhas de Cáceres



Dedal dedicado ás cegonhas de Cáceres, terra que acolhe uma importante comunidade destas belas e imponentes aves.



domingo, 18 de setembro de 2016

Sé de Viseu


Dedal oferecido pelo meu amigo Jorge Lima de Pombal que é um grande coleccionador e não se esqueceu do seu amigo de Setúbal na sua visita a Viseu.


* * * * * * * * * * * * 

A Sé ou Catedral de Viseu começou a ganhar forma no século XII, em pleno reinado de D. Afonso Henriques, impulsionada pelo bispo D. Odório. Inicia-se então a construção de uma catedral no estilo românico. Apesar de restar muito pouco desta edificação, alguns autores classificaram um capitel, vegetalista, datável dos finais do século XII, bem como um portal lateral (a Sul) do século seguinte — que dá hoje acesso ao claustro — como sendo elementos prováveis do edifício original.

 local onde foi implantada a Sé de Viseu, na Baixa Idade Média, foi alvo de escavações conduzidas por Inês Vaz, junto ao Paço episcopal, que revelariam um primitivo templo, aparentemente de tripla abside, datável da época suevo-visigótica. No processo da Reconquista, terão existido neste lugar dois edifícios episcopais, destacando-se o do século X, altura em que Viseu era considerada a capital do vasto território entre Mondego-e-Douro.

No reinado de D. Dinis, tendo a cidade atingido um período áureo, procede-se a uma renovação profunda do edifício, ainda no século XIII, sob a alçada do bispo D. Egas. No entanto, a Crise de 1383-1385 foi nefasta para as obras, tendo estas estarrecido até depois da crise. Então, sob a alçada do novo bispo D. João Vicente, as obras durariam ainda por muitos anos.

O gótico da Sé viseense seguiu as linhas originais, com um corpo de três naves e três tramos, aproximando-se assim de um estilo românico, mais do que gótico, tipicamente espaçoso. Outra peculiaridade inerente será o facto de que a monumentalidade desta catedral tenha sido obtida pela robustez das suas paredes-muralhas.

Texto: Wikipedia

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Isla Cristina



A minha amiga e colega de trabalho Ana Maria do blogue mais Zen da net O Tapete Colorido, (http://otapetecolorido.blogspot.pt/) teve a amabilidade de contribuir para a minha colecção com este magnifico dedal da Isla Cristina em Espanha onde foi passar férias com a família.

 


***************

Isla Cristina é um município da Espanha na província de Huelva, comunidade autónoma da Andaluzia, de área 49,36 km² com população de 20540 habitantes (2007). A Isla Cristina é um lugar escolhido por muitos portugueses para passarem as suas férias.

sábado, 10 de setembro de 2016

Brasão de Cáceres




Dedal em loiça com o Brasão de Cáceres.

* * * * * * * * * *

Cáceres, Espanha, fica na região da Extremadura e é uma cidade óptima para fazer uma pequena viagem de fim de semana, por ser tão perto da fronteira portuguesa, mas também porque é muito bonita e interessante a nível da arquitectura e da sua história.
Esta cidade foi considerada o terceiro Conjunto Monumental Europeu em 1968 e Património da Humanidade pela UNESCO em 1986.


Brasão de Cáceres

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Cáceres - Espanha

Num passeio que fiz até Cáceres este é um dos dedais que adquiri para a minha colecção.


Cáceres é um município de Espanha na província de Cáceres, comunidade autónoma da Estremadura.


Eu com a Idalisa na escadaria deste belo Arco de la Estrella, construção barroca que é coroada pelo escudo de Cáceres e pela estatueta de Nossa Senhora da Estrela nas traseiras. A partir daqui desdobram-se ruas e vielas belas e surpreendentes, cujas esquinas apertadas escondem palacetes atrás de palacetes, igrejas e à sua frente fica a imponente Plaza Mayor.

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...